• Programa de Estágio

Economia

19/07/2017 13:20

Exportação de vanádio cresce 17,5% no semestre

O Brasil exportou, no primeiro semestre deste ano, 4 mil toneladas de vanádio, um aumento de 17,5% na comparação com o mesmo período do ano passado, quando foram embarcadas para o exterior 3,3 mil toneladas da commodity. As informações são do sistema Aliceweb, do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC).

A exportação de 4 mil toneladas de vanádio nos seis primeiros meses deste ano renderam ao país uma receita de US$ 49,3 milhões, o que representa um aumento de 62,8% em relação a receita de US$ 18,3 milhões com a commodity no primeiro semestre de 2016.

Dados do Metal Bulletin mostram que o pentóxido de vanádio (V2O5) era negociado a US$ 5,35 a libra-peso na Europa em 30 de junho, enquanto que o ferrovanádio do Brasil, vendido na modalidade CIF, com custo seguro e frete, registrou uma venda no mesmo dia por US$ 6,10 a libra.

O principal porto exportador do vanádio brasileiro, assim como no ano passado, é o de Salvador, na Bahia, responsável pelos embarques de 99% da commodity para o exterior. A Holanda é o principal cliente do Brasil, com mais da metade das importações. Além do país, outras nações como Canadá, Estados Unidos, Coreia do Sul e Índia, entre outros, compraram vanádio do Brasil.

No Brasil, a principal mineradora produtora do minério é a Vanádio Maracás, subsidiária da canadense Largo Resources no Brasil, que tem operação no Estado da Bahia. Hoje, o Notícias de Mineração Brasil (NMB) noticiou que a empresa já começou a pagar empréstimo com caixa gerado com exportação de vanádio.

Somente em junho, o Brasil exportou 660 toneladas de vanádio, sob uma receita de US$ 8,4 milhões. No ano passado, no mesmo mês, foram exportadas 840 toneladas do minério.

Fonte: Notícias de Mineração Brasil

Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.