• Banner da campanha Outubro Rosa 2017
  • Programa de Estágio

Mineração

14/11/2017 15:10

Exportação de vanádio cresce 17% no ano

O Brasil exportou, de janeiro a outubro deste ano, 7,4 mil toneladas de pentóxido de vanádio (V2O5), volume que representa um crescimento de 17% nos embarques da commodity em comparação com as 6,3 mil toneladas exportadas no mesmo período do ano passado. As informações são do sistema Aliceweb, do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC).

Além do maior volume exportado, houve também ganho na receita dos embarques de vanádio. Nos dez meses passados de 2017, os embarques da commodity renderam uma receita de US$ 107,2 milhões, mais que o dobro da receita há um ano, que foi de US$ 40 milhões.

O principal porto exportador do vanádio produzido no Brasil segue como sendo o de Salvador, na Bahia, de onde partiram 6,6 mil toneladas de vanádio, ou 89% do total. Diferentemente do ano passado, em 2017 portos como Sepetiba, no Rio de Janeiro, e Itajaí, em Santa Catarina, também realizaram embarques de menores volumes da commodity.

A Holanda é o principal importador do vanádio brasileiro, 3,4 mil toneladas, ou 46,2% do total. Coreia do Sul, com 1,2 mil toneladas; Estados Unidos, 977 toneladas; Canadá, 740 toneladas; Índia, 640 toneladas; e Japão, 340 toneladas completam o quadro de países importadores do vanádio produzido no Brasil.

A principal mineradora produtora do minério no Brasil é a Vanádio Maracás, subsidiária da canadense Largo Resources, que tem operação no Estado da Bahia. No início deste mês, o Notícias de Mineração Brasil (NMB) noticiou que, pela primeira vez desde que iniciou as operações de vanádio no país, a mineradora gerou lucro líquido.

Outubro

Somente no mês passado o Brasil exportou 760 toneladas de vanádio, com uma receita de US$ 18,6 milhões. O volume embarcado foi similar há um ano, 740 toneladas, no entanto a receita três vezes menor: US$ 6,7 milhões. As informações são do sistema Aliceweb, do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC).
 

Fonte: Noticias de Mineração Brasil

Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.