• Banner Policlínicas Regionais

Mineração

15/12/2017 08:40

Brio Gold pode faturar US$ 103 Mi com lavra no subsolo da mina de ouro Santa Luz

A Brio Gold disse que completou um estudo econômico preliminar (PEA, na sigla em inglês) para a exploração do Recurso Mineral Subterrâneo C1 no projeto de ouro Santa Luz, na Bahia. Um dos resultados mostra que o valor presente líquido (VPL) pode chegar a US$ 103 milhões, com a produção de 511 mil onças de ouro em nove anos.

Esse valor leva em consideração uma taxa de desconto de 5% e o preço médio de US$ 1.300 por onça de ouro. Outras premissas são a taxa de câmbio, a R$ 3,50 por dólar, e o custo operacional total (AISC) de US$ 778 por onça.

De acordo com o PEA, a produção média de C1 será de 62 mil onças de ouro ao longo dos nove anos de vida útil da mina. A taxa interna de retorno (TIR), depois de impostos, foi estimada em 27%.

"Com base nos resultados do PEA de C1, a companhia planeja converter os Recursos Minerais Subterrâneos C1 em Reservas Minerais por meio de um estudo preliminar de viabilidade (PFS). A companhia também estuda a combinação da lavra subterrânea com o do plano de mina a céu aberto para o PFS", diz em comunicado divulgado na quinta-feira (7).

A Brio Gold diz que também vai avaliar a possibilidade de expandir a planta de moagem. "O trabalho no PFS começou e a companhia espera completar o estudo na primeira metade de 2018", diz em nota. O estudo de viabilidade do depósito com cava a céu aberto foi finalizado no início do ano.

"O PEA demonstra o impacto positivo significativo que o acréscimo de material com maior teor, produzido no subsolo, para alimentar os moinhos poderia ter no plano de cava a céu aberto", disse Gil Clausen, presidente e CEO da Brio Gold, em nota.

Segundo Clausen, o desenvolvimento subterrâneo pode ser iniciado a qualquer momento, pois não deve interferir com as operações a céu aberto. "Espera-se que o C1 Underground adicione um valor significativo ao projeto Santa Luz, tornando-o nosso principal, maior e melhor ativo. O investimento no desenvolvimento subterrâneo está previsto para começar depois que a produção de ouro a céu aberto se estabilize, o que significa que vamos ser capazes para financiar esse desenvolvimento". As informações são da Brio Gold.

Fonte: Notícias de Mineração Brasil

Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.