• Banner Policlínicas Regionais

Notícias

19/12/2017 09:40

Solenidade marca comemoração dos 45 anos da Companhia Baiana de Pesquisa Mineral (CBPM)

Cerimonia no auditorio da CBPM
Cerimônia realizada no auditório da CBPM

O evento de comemoração dos 45 anos da CBPM, realizado ontem (18/12), na sede da empresa, localizada no Centro Administrativo da Bahia (CAB), foi marcado pela apresentação dos avanços registrados nos últimos anos no setor mineral do estado, a partir da implantação de empreendimentos extremamente relevantes para a economia baiana, entre os anos de 2007 e 2017, além de novos empreendimentos, que já estão em fase avançada de implantação, e deverão dar início às suas atividades nos próximos anos.

As ações desenvolvidas pela CBPM ao longo de sua história atraíram investimentos privados para a Bahia que ultrapassam a casa de 1,5 bilhão de dólares, conforme destacou o Superintendente de Promoção do Investimento da SDE, Paulo Guimarães, que representou o Governador Rui Costa e o Secretário Jaques Wagner no evento. “A CBPM é fundamental para atração de investimentos, e tem se mostrado extremamente rentável, basta observarmos que os valores investidos na empresa nos últimos anos são infinitamente inferiores ao que ela trouxe de investimentos privados para a Bahia”, declarou o superintendente, que também ressaltou a necessidade de realizar um trabalho que possibilite o beneficiamento dos minerais aqui na Bahia, o que economicamente é muito mais interessante do que a exportação de comodities.

A importância econômica da CBPM para a economia baiana também foi destaque na fala do Presidente da empresa, Alexandre Brust, que chamou atenção ainda para o trabalho desenvolvido na área social, através do Programa de Inclusão Social da Mineração (PRISMA): “hoje temos a sensação de dever cumprido, pois conseguimos colocar em produção grandes minas, a exemplo do Fosfato de Irecê, através da Galvani Indústria Comércio e Serviços Ltda., a Bentonita de Vitória da Conquista, através da Cia. Brasileira de Betonita, o Vanádio de Maracás, através da Vanádio Maracás S/A; o níquel de Itagibá, através da Mirabela Mineração e o ouro de Santa Luz, através da Mineração Fazenda Brasileiro S/A, além de 4 projetos em implantação: dois na Areia Silicosa (Vitro e Jundú), um em Itarantim (Nefelina) e um em Curaçá (Cobre). Também estamos desenvolvendo um importante trabalho de inclusão social através do PRISMA, que entre os anos de 2007 a 2017 realizou mais de 80 convênios com prefeituras, associações e cooperativas, beneficiando diretamente mais de 5 mil pessoas, e indiretamente mais de 20 mil, no semiárido baiano”, declarou o presidente.

O evento contou ainda com as presenças de ex-diretores e ex-presidentes da empresa; dirigentes, técnicos e colaboradores; representantes de empresas do setor mineral do estado; da Federação das Indústrias do Estado da Bahia (FIEB); do Museu Geológico da Bahia; do Instituto de Geociências da Universidade Federal da Bahia, além de representantes da Sociedade Brasileira de Geologia e do Serviço Geológico do Brasil (CPRM), ligado ao Ministério de Minas e Energia.

Fonte: Semae (CBPM)

Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.