Notícias

23/02/2018 11:30

Apple vai negociar cobalto diretamente com mineradoras

A Apple está negociando, pela primeira vez, a compra de suprimentos de cobalto a longo prazo diretamente das mineradoras com o objetivo de garantir uma quantidade suficiente do minério, essencial para as baterias. Cerca de 25% da produção global de cobalto é usado em smartphones.

A fabricante do iPhone é uma das maiores consumidoras finais de cobalto do mundo, devido à bateria de seus aparelhos, mas até agora deixava o negócio de comprar o metal nas mãos das empresas que fabricam suas baterias.

As negociações revelam que a gigante da tecnologia pretende garantir que os suprimentos de cobalto para suas baterias de iPhone e iPad sejam suficientes, apesar do rápido crescimento da demanda por baterias para veículos elétricos, que poderia provocar escassez da matéria-prima.

A Apple busca contratos para garantir vários milhares de toneladas de cobalto por cinco anos ou mais, de acordo com uma das pessoas a par do assunto e que pediu anonimato porque as negociações são confidenciais. As primeiras conversas da Apple sobre acordos para o cobalto com as mineradoras ocorreram há mais de um ano, mas a empresa pode decidir não fechar nenhum acordo, disse outra pessoa.

Um porta-voz da Apple não quis comentar. O CEO da Glencore, Ivan Glasenberg, no final do ano passado, listou a Apple entre várias empresas com que a mineradora vinha conversando sobre o cobalto, sem dar mais detalhes.

Oferta garantida

A medida significa que a Apple terá que concorrer contra fabricantes de automóveis e produtores de bateria para garantir a oferta de cobalto. Da BMW e da Volkswagen à Samsung SDI, as empresas estão correndo para assinar contratos de vários anos para o cobalto, a fim de assegurar que elas tenham suprimentos suficientes do metal para atingir metas ambiciosas para a produção de veículos elétricos.

Até agora, não foram anunciados grandes negócios, embora o chefe de compras da BMW tenha declarado ao jornal alemão FAZ no início de fevereiro que estava prestes a fechar um acordo de fornecimento de 10 anos.

O cobalto é um ingrediente essencial nas baterias de íons de lítio para smartphones. Enquanto os smartphones usam cerca de oito gramas de cobalto refinado, a bateria de um carro elétrico requer mil vezes mais. A Apple possui cerca de 1,3 bilhão de dispositivos existentes, e o CEO da Apple, Tim Cook, tem sido otimista em relação às perspectivas para os veículos elétricos.

O preço do metal mais do que triplicou nos últimos 18 meses e chegou a mais de US$ 80.000 por tonelada. Dois terços da oferta provêm da República Democrática do Congo, onde nunca houve uma transição pacífica de poder e a mão de obra infantil continua sendo usada em partes do setor de mineração. Com informações da Bloomberg.

Fonte: Noticias de Mineração Brasil

Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.