• Hemoba

Mineração

25/04/2019 13:30

AÇO - Demanda deve voltar a crescer

A Associação Mundial do Aço (worldsteel) prevê que a demanda mundial de aço atinja 1,735 bilhão de toneladas de aço bruto em 2019, um aumento de 1.3% em relação a 2018. No próximo ano, a demanda deverá crescer em 1.0%, para atingir 1,752 bilhão de toneladas. Al Remeithi, presidente do Comitê de Economia do worldsteel, disse que em 2019 e 2020 a demanda por aço continuará em alta, apesar das taxas de crescimento moderadas. “A incerteza sobre o ambiente comercial e a volatilidade nos mercados financeiros ainda não diminuíram e podem representar riscos negativos a essa previsão”. 
 
No último ano a demanda mundial de aço cresceu 2,1% - após o ajuste para fechamentos de fornos de indução na China – resultado ligeiramente abaixo de 2017. Nos próximos dois anos, ainda é esperado um crescimento menos favorável, por causa da desaceleração da China, a desaceleração da economia global e a incerteza em torno das políticas comerciais e da situação política em muitas regiões. A demanda chinesa por aço continua em queda. O estímulo moderado do governo atenuou a desaceleração econômica em 2018. Em 2019, o governo deve elevar o nível de estímulo, o que deve impulsionar a demanda por aço. Em 2020, uma pequena contração na demanda chinesa por aço está prevista, já que os efeitos do estímulo deverão diminuir.
 
Já a demanda por aço nas economias desenvolvidas cresceu 1,8% em 2018, após uma alta de 3,1% no ano anterior. “Esperamos que a demanda desacelere ainda mais para 0,3% em 2019 e 0,7% em 2020, refletindo a deterioração do ambiente comercial”. Em 2017/2018, os Estados Unidos se beneficiaram do estímulo fiscal, porém, neste ano, a tendência é que a demanda diminua com a normalização da política monetária. 
 
Com exceção da China, as demandas por aço nas economias emergentes devem crescer 2,9% e 4,6% em 2019 e 2020, respectivamente. Na Ásia, espera-se que a economia indiana atinja um crescimento mais rápido a partir do 2º semestre de 2019, após a eleição. Embora o déficit fiscal possa pesar sobre o investimento público até certo ponto, a ampla gama de projetos contínuos de infraestrutura deve apoiar o crescimento da demanda por aço acima de 7% tanto em 2019 quanto em 2020. A demanda por aço nos países em desenvolvimento da Ásia, excluindo a China, deverá crescer 6,5% e 6,4% em 2019 e 2020, respectivamente, tornando-se a região que mais cresce na indústria siderúrgica global. Na região da ASEAN, o desenvolvimento de infraestrutura suporta a demanda por aço.

Fonte: Brasilmineral.com.br

Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.